O CARDÁPIO DO MENEZES

sábado, 24 de março de 2012

CAFÉ DA MANHÃ

Café da manhã repõe energia e ajuda a aumentar o rendimento intelectual

Consultor Alfredo Halpern e nutrólogo Mauro Fisberg foram convidados.
Médicos falaram das diferenças no cardápio do Norte ao Sul do Brasil.




O café da manhã é uma refeição fundamental para despertar, começar bem o dia e acelerar o metabolismo. Mas muitos brasileiros pulam essa parte, vão direto para o trabalho e “enganam o estômago” até a hora do almoço.


Para destacar os benefícios do café da manhã, que neste feriado de 7 de setembro pode ser tomado com mais calma, o Bem Estar desta quarta-feira recebeu o endocrinologista Alfredo Halpern e o nutrólogo e pediatra Mauro Fisberg.


Os médicos falaram sobre as características ideais do primeiro prato do dia e como esse hábito se forma ainda na infância. Também explicaram por que ficar muito tempo em jejum pode engordar, ao invés de emagrecer. Isso ocorre porque a grelina, hormônio da fome, aumenta muito em longos períodos de privação alimentar, e aí as pessoas comem mais depois, para compensar.




De Norte a Sul do Brasil, o cardápio do café da manhã varia muito. Os repórteres das afiliadas da Globo foram conferir o que a população serve à mesa assim que acorda. Em uma enquete aqui no nosso site, perguntamos o que não pode faltar: o pão venceu, com 26% dos votos. Logo em seguida vieram o café e o leite, com 25% e 23%, respectivamente.


As frutas ficaram com 8% da preferência, os biscoitos com 5%, o suco com 4% e os cereais com 3%. Iogurte e queijo/embutidos ficaram com 2% cada. E por último, com 1%, apareceram carne e ovos.




Pular o café pode piorar trabalhos durante a manhã, por diminuir o desempenho intelectual e a resistência no caso de uma atividade física. Os hábitos alimentares se formam quando o indivíduo ainda é pequeno, por isso é importante incentivar os menores a ampliar o paladar e provar várias opções de alimentos.


Ao longo da infância, as necessidades nutricionais de vitaminas e minerais são maiores, principalmente por causa do crescimento. Nessa fase, portanto, as deficiências podem ser mais frequentes e suas consequências, mais sérias. Além disso, a fome diminui a habilidade da criança em responder aos estímulos ambientais, prestar atenção e obter informações.


Diversos estudos mostram que, ao não fazer o desjejum, perde-se a oportunidade de consumir micronutrientes, o que não é compensado em outras refeições e pode causar prejuízos ao crescimento e ao desenvolvimento.


O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio, mas o consumo fica muitas vezes restrito a um copo de leite no café da manhã. Nas outras refeições, a ingestão costuma ser muito baixa ou até inexistente.


Na infância e na adolescência, o cálcio contribui para a formação de ossos mais fortes e resistentes, prevenindo a osteoporose e possíveis fraturas na vida adulta. Além disso, a substância participa de várias outras funções no organismo, como divisão celular, contração muscular e transmissão de impulsos nervosos.


Receitas saudáveis para o café da manhã*


1 - Mix de fibras


Ingredientes

1 xícara de chá de aveia em flocos
½ xícara de chá de flocos de milho
½ xícara de café de semente de linhaça marrom
1 xícara de café de uva passa preta ou branca
1 xícara de café de castanha do Pará picada
1 colher de sopa de canela (opcional)

Modo de preparo

Misture os ingredientes e armazene dentro de um recipiente com tampa (preferencialmente de vidro escuro) e deixe reservado. O mix de fibras deve ficar em ambiente seco, ao abrigo da luz. A validade é de 30 dias.

Sugestão de consumo

Pode ser ingerido com leite, iogurte, frutas, puro ou com sobremesas (como sorvete).

Observações

Indivíduos com diverticulite (inflamação no intestino grosso) devem ter atenção por conta da linhaça. Além disso, é importante observar se você tem alergias alimentares a algum dos ingredientes.

2 - Granola caseira

Ingredientes

500 g de aveia em flocos
1 copo de açúcar mascavo
1 copo de coco ralado grosso
1 copo de castanha do Pará ou amêndoas em pedaços pequenos
1 copo de uva passa preta
1 colher (chá) de sal de cozinha
¼ copo de água mineral ou filtrada
¼ copo de óleo
1 xícara de café de semente de linhaça marrom
½ xícara de chá de flocos de milho

Modo de preparo

Misture a aveia com o açúcar mascavo em uma vasilha grande. Acrescente a água, o óleo e continue misturando. Por último, acrescente o sal. Espalhe a mistura em um tabuleiro grande e leve ao forno, que deve estar brando (aproximadamente 200 graus), por 15 a 20 minutos.

Continue mexendo de vez em quando (a cada 4 ou 5 minutos) para dourar a granola por igual. Acrescente o coco ralado e mexa mais um pouco. É necessário observar quando a mistura estiver crocante. Para checar, movimente a granola no tabuleiro e ouça um barulho de crocância.

Retire do forno e acrescente as castanhas ou amêndoas, a uva passa, a linhaça e os flocos de milho. Após esfriar por completo, transfira a granola para um recipiente com tampa (preferencialmente de vidro escuro) e deixe reservado. A granola deve ficar em ambiente seco, ao abrigo da luz. A validade é de 30 dias.

Sugestão de consumo

Pode ser ingerida com leite, iogurte, frutas, puro ou com sobremesas (como sorvete).

Observações

Deve-se ter especial atenção à dieta de pessoas com intolerância à glicose ou diabetes e obesidade (em razão da concentração de carboidratos e açúcares). Indivíduos com diverticulite também devem ter atenção por conta da linhaça. É importante observar, ainda, a presença de alergias alimentares a algum dos ingredientes antes de iniciar o consumo.

Um comentário:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir